30/06/2020 Noticia Anterior

Os quatro elementos da Democracia

A História da civilização é bastante extensa e que tem concentrado um relativo destaque na História das formas de poder. Por isto, há muitas considerações a se fazer na distinção entre estas formas de poder, que até então tem desfilado pela história da humanidade.

Este não é o objetivo deste texto, mas gostaria de focar naquele regime que considero o mais avançado, como acredito ser o caso do regime democrático, uma das grandes conquistas na difícil trajetória humana de tantos séculos, no sentido de uma maior consideração e valorização dos direitos humanos.

Desta forma, creio que um dos aspectos mais importantes da Democracia – diferente de outros regimes - é que cada pessoa pode viver a vida do jeito que lhe agradar, desde que não cause mal à terceiros. Qualquer cidadão que se preze e que valorize devidamente a democracia, considerará a censura ou o preconceito, baseado na crença ou no jeito de ser das pessoas, profundamente anti democrática. Fato é que se alguém considera qualquer regime do passado como superior à democracia, podemos dizer que tal pessoa simplesmente não tem ciência do passado. Pois que um dos principais fundamentos da democracia é a liberdade de crença, de ideologia e de iniciativa. Evidentemente que a democracia tem imperfeições - entre elas - ainda não possuir freios ou contrapesos eficientes ao poder do dinheiro. Mas o fato é que não inventamos nada melhor do que a democracia.

Uma outra verdade é que a Democracia é um regime adolescente no nosso planeta. No Brasil é bem mais jovem. O primeiro tipo de experiência democrática singular no mundo foi a grega, no sec.V antes de Cristo. Na modernidade, a primeira ocorrência democrática em uma nação já constituída enquanto tal foi na Inglaterra do século XIV. À partir do século XVIII - na França e nos EUA – houve uma crescente representatividade popular e classista nas chamadas repúblicas ou democracias. É bom frisar que existem algumas formas de democracia e não apenas uma.

O amadurecimento da democracia depende da educação e da civilidade de um povo. Quanto menos educação e civilidade, mais riscos para a democracia e quanto mais educação e civilidade mais expressão e força ela terá.

Finalmente, a título de uma melhor iniciação no tema, considero que a Democracia tem quatro virtudes, que associo aos quatro elementos. Ela reflete como a ÁGUA as correntes de opinião e dos interesses. Destrói como o FOGO, apenas para reconstruir e fazer correções de rumo. Como a TERRA, a democracia revela qual é o verdadeiro estado ético de um povo. E como o AR, a democracia é um luminoso horizonte para a civilização, através da Educação.

Por: Dib Curi é Filósofo e Editor do Jornal Século XXI